Taverna dos Seis Reinos
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Sistema de Administração de Cidades, Economia e Construção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Sistema de Administração de Cidades, Economia e Construção   Qui Abr 09, 2015 11:42 am

Sistema de Administração de Cidades

Resumo:

Em cidades e aldeias, sabemos que as construções tem trabalhos diferentes, utilidades diferentes, porém, nem todos são da construção do governo. Edifícios como Tavernas, Salões de Festa e Hospedarias são construídas pelos cidadãos e não pelo governo, isso também conta para ferreiros e artesãos independentes, mas também há as Oficinas de grande porte, chamadas apenas de Oficinas de Ferreiros ou Oficinas de Artesãos, essas são construídas e financiadas pelo Rei, pois além de trabalhar para a cidade, também trabalha para o Exército do Reino, entre outras coisas.

Níveis:

No sistema, será dividido entre construções com nível (financiadas pelo governo) e construções sem nível (construídas pelo povo da cidade). As construções sem níveis são colocadas na fichas apenas para conhecimento do que há na cidade e os edifícios com níveis são os que oferecem bonificações para a cidade e também fundos.

Tamanho:

As cidades também são divididas pelo tamanho do seu território, que são: Minusculo, Pequeno, Médio, Grande e Enorme. Certas construções não podem serem feitas em terrenos pequenos, como por exemplo: Castelos não podem ser construídos em terrenos Minúsculos ou Pequenos, Palácios apenas em terrenos Grandes ou Enormes, o Forte da em todos.
O tamanho da cidade é decidido pelos ADMs quando a ficha for ser construída pelo Roleplayer (ele pergunta pro ADM).

Felicidade do Povo:

O mais importante, um povo infeliz produz menos e é sucessível a rebeliões. Certas construções podem aumentar a porcentagem de felicidade, também como certas ações do governante (uma ação semanal) e a religião. Na parte "civil" da ficha será colocado em primeiro lugar uma porcentagem de felicidade, que será colocada da seguinte forma: "O Povo de Varrock está 50% Feliz".
A barra de felicidade tem efeitos até 100%, porém pode ir até 200%. Pois cidade maiores tem necessidade maiores.
Se a felicidade ficar inferior a 20%, outro Roleplayer pode jogar dado importante para destronar o governante. Se ficar inferior a 10%, dado simples. Se for 0%, apenas uma ação.

Religião:

Religião é algo que influi muito nas decisões de governantes e do povo em Runescape. Religião comanda 50% da porcentagem de felicidade do povo. Para ter a bonificação de felicidade por via de Religião, terás que ter uma maioria do povo da mesma religião que o Reino se declara (ou o governante do mesmo).
A porcentagem de Religião funciona de forma diferente da de felicidade, ao invés de ser apenas um número, são vários. Ex.: Ardonha tem 60% Saradoministas, 20% Zamorakianos e 20% Armadyleanos. Dessa forma, a maioria da população é Saradominista, mas não é uma maioria absoluta, tendo uma grande quantidade de pessoas de outras religiões na cidade, então a felicidade do povo é comprometida por pequenos (ou grandes, dependendo da proporção) conflitos religiosos.
Como a religião influi em 50% da felicidade do povo, e Ardonha sendo uma cidade Saradominista, esses 60% de Saradoministas, para ver a quantidade de felicidade ganha nisso, teria que fazer o seguinte calculo: 50 / 100 = 0,5 x porcentagem da religião do Reino/Governante nesse caso 60% = 30, esses 30% é a quantidade de felicidade ganha pelo 60% da religião predominante.
Para aumentar a religião, tem a construção Templo, que aumenta a religião do Templo em uma porcentagem semanal (off-rp), ou, também podes expulsar todo outro religioso do reino ou matar todos eles, o que diminui a população e diminui a felicidade em geral.

População:

O número de pessoas em uma cidade depende do tamanho de seu território, o tamanho do território dá o limite da população na cidade. O que aumenta a população são edifícios como Fazendas e Armazéns, que aumentam em um certo número dependendo de seus níveis, de forma semanal (off-rp).
Maior a população, maior a quantidade de ouro arrecadado por impostos e também menos a felicidade do povo, precisando de edifícios cada vez de nível mais alto para manter tudo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Re: Sistema de Administração de Cidades, Economia e Construção   Qui Abr 09, 2015 12:36 pm

Sistema Econômico

Resumo:

A vários fatores que contribuem na arrecadação do Reino e suas cidades, também vários fatores que diminuem isso. Entre eles tem os impostos, gastos militares, manutenções de construções, arrecadação por comércio, etc ...

Impostos:

A cidade arrecada uma quantidade em ouro de impostos cobrados de sua população, esse valor pode mudar dependendo de o quão alto o imposto é, maior o imposto, maior a penalidade na felicidade.

Os impostos pode ser:


  • Sem Impostos - 0 arrecadação e +20% Felicidade;
  • Impostos Baixos - 1 Moeda de Ouro por cidadão e Sem bônus de Felicidade;
  • Impostos Altos - 2 Moedas de Ouro por cidadão e -20% de Felicidade;
  • Impostos Extravagantes - 3 Moedas de Ouro por cidadão e -50% de Felicidade.


--- Restante em construção ---
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sistema de Administração de Cidades, Economia e Construção
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [ AJUDA ] Sistema de seta
» Huyndai i30 ganha sistema start-stop na Inglaterra
» Ford comemora primeiro ano de produção dos motores Sigma no Brasil
» vendo sistema gpl
» Sistema Eletrico Secundário

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Taverna dos Seis Reinos :: Noticias e Atualizações-
Ir para: