Taverna dos Seis Reinos
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Harmonia e Liberdade

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lucis



Mensagens : 111
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Harmonia e Liberdade   Qua Fev 25, 2015 11:17 pm

(Tópico para registro de interpretações de Solaire e Renek/Lucis)

Lucaerys, Renek, Solaire e Ephidel se reúnem na tenda de Solaire para preparar o "presente" de Solaire, a espada forjada por Thurgo, e para discutir o motivo de sua criação. Eles resolvem unir a espada à linhagem de Solaire através de magia do sangue, além de encantá-la e abençoá-la. Depois que Lucaerys vai embora para preparar o encantador, Renek e Solaire discutem sobre seu alvo, Jas'Shu, ou Jano Kane. Renek pretende bolar um plano para separar este de sua proteção e, então, fazer com que Solaire o derrote usando a espada e o sele na mesma. Renek leva a espada para o encantador e após algum tempo Solaire é chamado, para ligar a espada à sua linhagem. Após isso, a espada passaria a queimar lentamente qualquer um que a tocasse sem possuir o sangue dele. Após saírem da sala, conversam um pouco com Lucaerys, que estava agindo estranho havia algum tempo, e Solaire se apressa para ir embora, com Renek seguindo-o, perguntando o motivo da pressa. Ele responde dizendo que isso se deve à possibilidade de falar com Armadyl em galinha para pedir a benção da espada. Renek acata os argumentos dele, e comenta algo sobre "ela" estar bem melhor depois da conversa com os dois, e que pediu para agradecer a ele. Ele ressalta os efeitos estranhos de mudança que Solaire tem nas pessoas ao citar que "ela" adquiriu mais autoconfiança depois daquilo, e eles se separam novamente.


Última edição por Renek Kane em Sex Fev 27, 2015 7:22 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucis



Mensagens : 111
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Harmonia e Liberdade   Qui Fev 26, 2015 11:23 pm

Após Hylla sair da tenda de Solaire e voltar para o Kharid com Gwin, Renek e Ephidel entram lá, com Renek questionando o motivo de Solaire parecer incomodado. Nesse ponto, ele fala para ele sobre a forma como Hylla via Ephidel e os outros morphs, exatamente como Gwin havia lhe dito. Eles começam a conversar um pouco até chegarem no ponto da viagem de Solaire, na qual Katherine e Arnold o acompanhariam. Quando Renek faz uma pergunta sobre Arnold, quanto ao que Limstella lhe disse sobre ele, Arnold aparece, e Ephidel e Renek caem por cima da escrivaninha, com Ephidel quebrando um dente no chão (obs: ele estava bêbado antes, mas conseguiu se manter "bem" até Gwin ir embora). Renek começa a reclamar do susto, com Solaire rindo alto. Depois, eles voltam para o assunto anterior, no qual Solaire convida Renek e Ephidel para o acompanharem também. Nesse tempo Ephidel levanta com um pedaço de terra que tirou do chão dizendo que gostou dele e queria levá-lo. Renek diz para Solaire que provavelmente uma outra pessoa que adora a companhia dele iria querer ir junto (Limstella), e Solaire e Arnold simplesmente aceitam. Após os últimos preparativos, Renek arrasta Ephidel para o quarto através de teleporta e avisa Lim, que fica extremamente animada com a situação e começa a arrumar suas coisas imediatamente. Logo depois Renek faz o mesmo, arrumando suas coisas. Tudo isso enquanto Ephidel, bêbado, abusa sexualmente do pedaço de terra de uma forma extremamente estranha.

_________________
"Eu sou um homem morto. Apenas mais um dentre esses tantos milhões de almas no submundo. Um cadáver. Mas até que este corpo perceba isso, eu vou continuar lutando. Eu vou limpar esse mundo de vermes como você."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucis



Mensagens : 111
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Harmonia e Liberdade   Seg Mar 09, 2015 12:59 am

Uma Última Jornada

Renek e todos os seus morphs (exceto Bulcucus) entram no forte de Yanille, onde Arnold, Gwin, Kat e Solaire já estão esperando, mas não antes de organizar o controle da cidade enquanto estão fora. Após uma curta conversa "divertida", Solaire nota o quão Renek estava sério, e pergunta o que houve, e é respondido com um simples "nada". Ephidel diz que depois tem que contar para ele algumas coisas, que Renek está muito abalado para dizer por conta própria. Depois, eles teleportam todos para Ardonha, e seguem para a casa de Katherine para arrumar algumas mochilas e suprimentos (entre outras coisas). Eles escutam alguém bater na porta e Arnold e Katherine vão até a entrada para ver quem é. Poucos segundos depois, Arnold se vê em um duelo com um cavaleiro branco fanático. Todo o resto observa enquanto os dois lutam, com a vitória de Arnold. Katherine o cura e pede pra que um dos trabalhadores na casa sepulte ele seguindo os ritos saradoministas. Antes disso, Limstella fica se perguntando o motivo de todo esse fanatismo por motivo algum. Toda essa violência gratuita, que apenas resultaria na morte deles e de outros. Ela, Solaire e Arnold falam sobre isso, enquanto Renek protesta, mentalmente, quanto a seguir os ritos saradoministas para sepultar o cavaleiro. "Pah... Culto saradominista... Respeito a esse verme ? Pra quê ? Ele é um homem morto. Um nada... Assim como eu."

Em seguida, eles pegam suas mochilas e se seguem viagem, para A Grande Árvore.

Chegando lá, eles se separam, com um grupo formado por Limstella, Renek, Solaire e Katherine se dirigindo para a Grande Árvore. Solaire propõe uma aliança com o rei Narnode, e quando eles saem de lá, Lim fica para trás para comprar algumas especiarias gnômicas.

Renek, Solaire e Kat chegam no acampamento que Gwin e Arnold já haviam montado perto dos portões do Forte, e estes passam um relatório sobre o Forte para Solaire, enquanto Renek fica em algum local isolado aleatório. Ephidel chega com um engradado cheio de bebida logo depois disso. Enquanto Arnold faz a comida, Lim chega com uma caixa cheia de comidas "exóticas". Eles passam um tempo conversando, comendo e bebendo (Renek é uma exceção, totalmente distante, e Lim se mantém longe da bebida).

Eles seguem para Piscatoris pela floresta ao sul. Após Gwin dar de cara com alguns gigantes, Clyteus, Ephidel e Limstella vão atrás de uma rota alternativa, enquanto o resto do grupo elimina os gigantes encontrados. Eles seguem pela rota que Ephidel e os outros encontram e acampam perto do Pico das Águias, numa clareira. Ephidel e Solaire embebedam Arnold, e este tem uma cena estranha com Renek (que só não acontece realmente porque o último foge). Isso é o bastante pra acordar Lim, que estava dormindo, e todos eles passam boa parte do tempo rindo (menos Arnold, que vai dormir, e Renek, que se enfurece com eles). Após isso eles seguem para Piscatoris.

Lá, o grupo se separa novamente, e Renek e Lim acompanham Solaire para conversar com o responsável pela colônia, com Solaire pedindo relatórios sobre os trolls do mar para o mesmo. Após isso, saindo da casa dele, os três tem uma curta conversa e se dirigem para a cabana que Robert (o velho em questão) havia cedido para eles. Lim quase que imediatamente se deita na cama, e os outros (todos, menos Ephidel e Clyteus) passam um tempo discutindo sobre assuntos diversos. Gwin e Arnold passam a noite analizando os relatórios que Robert entrega depois para eles. Enquanto isso, Solaire dorme no sofá e Clyteus passa a noite dormindo em pé, enquanto os outros dividem beliches.

Renek acorda dando de cara no chão por esquecer que estava no topo de um beliche. Solaire acorda em seguida e os quatro discutem estratégias pra batalha, que ocorreria na mesma madrugada, estando eles sem tropas. Renek sugere bombas mágicas de fragmentação para diminuir os números dos trolls, e começa a trabalhar durante a tarde com Ephidel nisso. Eles planejam cercar as tropas no centro da colônia e liderar um grupo pequeno para eliminar o líder dos trolls e seus "guardas". Renek arma outras duas bombas para os guardas. Ephidel e Clyteus se encarregam de liderar as defesas. Lim iria junto com eles, mas diz preferir estar do lado do grupo de ataque, pois "o quanto mais rápido matarmos eles, mais rápido isso tudo acaba". Após algumas breves conversas, eles saem para por o plano em prática. Durante uma noite tempestuosa, os trolls atacam. Limstella explode as bombas para as tropas, acabando com 440 deles. Gwin atira uma flecha com as bombas que Renek entregou para ela nos guardas do líder, deixando apenas um vivo, que é eliminado com apenas uma última flechada. Após uma curta luta, o líder é morto e Solaire faz com que as tropas deles recuem. Em seguida, eles queimam os corpos.

Após um discurso de Solaire que praticamente anexa Piscatoris aos Guardiões, não-oficialmente, eles dormem até a tarde do dia seguinte (menos Renek, que passa boa parte do tempo acordado) e se reúne pra ir rumo ao Pico das Águias novamente, até que tanto Gwin quanto Renek percebem uma movimentação enorme perto dali. Fanáticos Saradoministas. Que logo se metem numa briga com Cultistas de Hazeel. Ambos estavam seguindo o grupo, e começaram a lutar pelas cabeças deles. O grupo segue escondido até o Pico das Águias, começando a escalá-lo. O grupo de fanáticos e cultistas percebe eles e comeca a perseguí-los. No meio da fuga, Renek para, percebendo que iam acabar alcançando eles, e que eles precisariam de alguém pra segurá-los. Solaire e os outros são totalmente contra a atitude, mas após uma breve discussão, sem que Solaire desista de Renek, ele nocauteia o mesmo e faz com que Clyteus o carregue. Ephidel, totalmente abalado, carrega Lim pra fora dali, e Gwin apenas os segue, sem reação. Renek derruba algumas rochas sobre os dois grupos, matando alguns e avançando contra todos eles. Enquanto isso, o resto do grupo tenta se recompor com a perda obvia que havia acontecido. Após uma breve resolução de Lim, alguns comentários de um Ephidel deprimindo, e uns tapas na cara de Solaire (vindos de Arnold) pra que ele se recomponha, eles seguem para uma caverna na montanha. Com a ajuda de Katherine, eles fazem um acordo com as águias, que seria comida e proteção em troca de ajuda. Em seguida, eles descem, montados nelas, até o campo de batalha entre os cultistas, fanáticos e Renek, com Solaire procurando o corpo e, ao não encontrá-lo, assume que os cultistas levaram o corpo para algum tipo de ritual. Ele envia todos para Yanille, após mais um pequeno tempo se recompondo com a perda, e vai em direção à Cidadela de Armadyl, com Gwin ficando pra trás para pegar alguns relatórios em Piscatoris.

_________________
"Eu sou um homem morto. Apenas mais um dentre esses tantos milhões de almas no submundo. Um cadáver. Mas até que este corpo perceba isso, eu vou continuar lutando. Eu vou limpar esse mundo de vermes como você."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucis



Mensagens : 111
Data de inscrição : 11/02/2015

MensagemAssunto: Re: Harmonia e Liberdade   Seg Mar 16, 2015 10:02 pm

-Tópico assumidamente fechado por motivos óbvios-

_________________
"Eu sou um homem morto. Apenas mais um dentre esses tantos milhões de almas no submundo. Um cadáver. Mas até que este corpo perceba isso, eu vou continuar lutando. Eu vou limpar esse mundo de vermes como você."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Harmonia e Liberdade   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Harmonia e Liberdade
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Taverna dos Seis Reinos :: Interpretação em texto :: Tópicos de Interpretação-
Ir para: