Taverna dos Seis Reinos
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A Glória do Panteão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: A Glória do Panteão   Qui Fev 26, 2015 11:59 am

Os mensageiros dos Guardiões de Armadyl chegariam ao Per Ankh de Menaphos, no salão principal o Faraó estaria ausente, por isso Hylla estaria assentada no trono de ouro e conversaria com os mesmos que estavam pedindo permissão para explorar as ruínas de Uzer. Hylla permite que o façam e prepara uma caravana com alguns escavadores e mantimentos, e pede para que no fim os Guardiões tragam um relatório para ela sobre tudo que encontraram nas ruínas, os mensageiros retornam a Uzer.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qui Fev 26, 2015 5:24 pm

Alguns dias depois Hylla parte em uma caravana para as ruínas de Uzer, com alguns guardas de elite. Ao chegar la é bem recebida pelos guardiões de armadyl e conversa com Gwinevere em sua tenda, após um tempo elas começam a falar sobre Solaire Silvaris e então Hylla teleporta ambas para Yanille, la seguem para a tenda de Solaire onde entram e começam a conversar com o mesmo. Durante o diálogo Gwinevere ficaria um pouco aborrecida pelo modo como Hylla se refere a Ephidel e então sai da tenda, minutos depois Renek entra na tenda junto de Gwin, e se surpreende por Hylla estar ali. Ele tem uma rápida conversa com Solaire sobre planos, traição, espada, contratos e informações, então sai da tendo com Gwinevere, que estaria com raiva de Hylla. Fora da tenda Ephidel chega e conforta Gwin dizendo que não se importa com isso, enquanto na tenda Hylla e Solaire conversam sobre as ruínas de Uzer e um futuro centro cultural la, então Renek entra e após Hylla se despedir ela sai da tenda e se teleporta com Gwinevere para Uzer, onde deixa a mesma e volta com sua caravana para Menaphos.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Sab Mar 07, 2015 3:07 pm

Hylla convidaria Solaire para participar de uma...'aventura' com a mesma, explorando uma antiga pirâmide, Jalsavrah em busca de antigos conhecimentos ou objetos úteis. porém ele diz que não pode ir e envia Katherine em seu lugar. Jano acompanharia as damas em sua jornada, então elas adentrariam Jalsavrah chegando a uma sala com uma grande múmia com os braços cruzados segurando cetros gêmeos como um faraó, após se apresentarem e conversarem um pouco, a múmia guardiã indica um túnel escuro para eles, e eles entram, passando por algumas armadilhas ate chegar em uma sala onde Jano dispara uma armadilha sem querer, despertando uma múmia que é morta por eles, então Hylla encontra a proxima porta e eles seguem, chegando em uma sala com 5 arcas de ouro no centro e blocos de pedra grandes como portas nas paredes, após examinarem a sala, eles abrem a arca do meio, após um pequeno tremor as portas de pedra se abrem e aparecem 3 múmias. Após matarem as 3, eles passam por onde elas vieram, chegando em uma sala grande com um enorme sarcofago no centro, uma arca de ouro ao lado, um portão selado atras, e vários jarros espalhados pela sala, esta seria totalmente iluminada por braseiros. Ao tocar o sarcofago, Hylla acaba fazendo com que ele se abra e uma grande múmia se levante, vestindo uma armadura dourada e usando 2 khopeshs grandes, ela seria enorme com cerca de 2,11m. Após uma longa e dura batalha, na qual Hylla e Jano quase foram mortos, eles conseguem finalmente explodir a cabeça da múmia, e a mesma cai morta-morta no chão, eles investigam a sala, Hylla encontra dentro da arca de ouro um cetro que tem na parte de cima a cabeça de um chacal dourado com olhos de rubi, um cabo negro e algo semelhante a uma lâmina dourada na parte debaixo, então eles sairiam pela porta que antes estava selada, ao chegarem fora da pirâmide se deparam com um guerreiro grande, com mais de 2 metros de altura, ele seria muito musculoso e vestia uma armadura dourada igual a da múmia, com um elmo dourado de cabeça de chacal, então se apresentaria a Rainha como Khepri, e diz que aquela múmia seria seu bisavô, sua familia havia sido instruída para guardar e proteger a Tumba, manter ela escondida. Após alguma conversa ele se oferece para servir a Rainha, e ela aceita. Ela fala para Khepri e Jano encontrarem ela no Per Ankh, enquanto ela iria mostrar algo para Katherine,elas se teleportam. Hylla mostra para Katherine a Grande Biblioteca de Menaphos, a qual está abarrotada de conhecimentos antigos e ate alguns esquecidos, Hylla diz que Katherine poderia estudar os antigos pergaminhos ali com ela, descobrir novas magias e outras coisas, contanto que não conte para ninguém os segredos da biblioteca, apenas algumas coisas que possam ser usadas para o bem do povo ela poderia compartilhar, ela sorri e agradece, então se teleporta para Yanille. Hylla tranca a biblioteca e volta ao Per Ankh, onde com ajuda de Jano e Khepri testariam os melhores guerreiros de elite e do serviço secreto de Menaphos para virarem guarda-costas da Rainha, por ironia do destino, suas primas acabam por se provarem as melhores, ganhando o cargo. Sekhmet Kane, uma ótima arqueira, furtiva e rastreadora, e Bastet, a guerreira mais ágil de Menaphos.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qua Mar 18, 2015 9:57 pm

Após resolver alguns assuntos na Capital, Hylla e seus guarda-costas(Khepri, Bastet e Sekhmet) seguiriam para Ullek adentrando os túneis e seguindo pela escuridão com a ajuda de tochas, ate se depararem com 2 scabaritas, um mago e um lanceiro que mandam que o grupo reconhecido por eles como intrusos, sai dos túneis imediatamente ou iriam se arrepender. Após algum tempo de conversa inutil e perceber que eles não iriam ceder, Hylla da o comando e os scabaritas são mortos imediatamente por seus guarda-costas, então eles seguem os túneis ate chegar na sala do Sumo-Sacerdote de Scabaras onde Hylla conversa com o mesmo a respeito de um tratado de não-agressão e união com os humanos novamente, e que a mesma restabelecia a adoração à Scabaras, após muita insistência dela o Sumo-Sacerdote finalmente concorda e aceita seus termos. Ela diz que deseja o Mangual do Faraó, pois já possui o Cetro do Faraó que lhe da poder sobre aqueles que não estão mais vivos, então o Sumo-Sacerdote diz que ela deveria fazer um teste dentro de 3 dias para se provar digna do Mangual que lhe daria o comando das criaturas de Scabaras, insetos, scabaritas e kalphitas.
Após 3 dias ela retorna aos túneis com Jas'Shu, na sala do Sumo-Sacerdote de Scabaras eles enfrentam um Escaravelho Gigante, que não demora muito para ser destruido completamente pela magia demoníaca deles, então o Sumo-Sacerdote entrega o Mangual a Hylla, com bastante receio pois agora que ela o possua poderia tomar seu lugar. E foi justamente o que ela fez, reivindigou o titulo como Sumo-Sacerdotisa de Scabaras e Rainha dos Scabaritas, com um golpe no ar usando o Mangual ela tentaria partir o sumo-sacerdote ao meio porém ele conseguiria desviar e chamaria os guardas. Quando os lanceiros scabaritas chegam, Hylla ergue o Mangual e discursa para os scabaritas dizendo ser a escolhida pelos deuses, enviada de Scabaras para unificar todo o Kharid, então eles se ajoelham diante dela e matam o Sumo-Sacerdote em seu nome. Ela designa um novo Comandante Scabarita para ficar ali dando ordens enquanto está ausente, e se teleporta para o Per Ankh com Jas'Shu, onde encontram Solaire e Katherine, la eles conversam sobre algumas coisas, principalmente sobre a 'morte' de Renek, ate que Hylla resolve revelar que o mesmo estaria viva, não suportando ver a dor e a tristeza em Solaire pela perda. Após conversarem mais um pouco sobre coisas relacionadas a Renek, Solaire faria um convite a Rainha, que aceita, e então iria embora com Katherine.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Inativo
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 733
Data de inscrição : 02/11/2014
Localização : Guilenor
Emprego/lazer : Bruxo
Humor : Indiferente

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qui Mar 26, 2015 10:00 pm

Hylla estaria na Fortaleza das Pérolas, base principal da Lótus Fatal nas Pinças, conversando com a líder da Organização, entregaria um saco de moedas cheio para ela, para que esta mandasse assassinos trazerem uma ocultista bastante procurada e antiga inimiga dos Adivinhos, Zu Zu. Zephiel entra no salão principal da Fortaleza, e sorri ao encontrar Hylla ali, eles começam a conversar sobre o que ele estaria fazendo ali, e ele responde que estária a serviço de Delrus, o demônio que atualmente "governa" Misthallin, enquanto um homem velho que estaria esfregando o chão, ouve tudo. Ele diz que veio contratar Assassinos da Lótus Fatal para o serviço, e durante a conversa comenta com Hylla sobre sua varinha de memórias, ela sorri ao saber disso e lhe pede para fazer algo, enquanto no mesmo instante os assassinos da lótus fatal retornam trazendo Zu Zu acorrentada e adormecida. Zephiel diz que exige um pagamento por isso, e Hylla afirma que pagaria o que ele quisesse. Ele entra na mente da ocultista e em meio a tantas memórias ele acaba por ver o ritual que tornou a mesma imortal, então sai de sua mente e conta tudo para Hylla, que assina um contrato com a líder da lótus fatal, fornecendo 100 assassinos para Zephiel, com um serviço único. Ela vai embora com Zu Zu acorrentada após falar que vai estudar mais sobre o Ritual, Zephiel vai em seguida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://seisreinos.forumeiros.com.pt
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Dom Mar 29, 2015 2:55 pm

----Flashback----

Antes de partir de volta para Menaphos, Hylla passaria na taverna de Yanille onde encontraria Gwin, Arnold, Kat e Solaire bebendo e conversando, la ela conversaria com Solzee um pouco e depois voltaria para o Forte. Pela manhã, após contar a Solzee que iria explorar a Uzer Mastaba, ele oferece Gwin, Kat e Arnold para irem com ela e ela aceita. Ao adentrarem a Uzer Mastaba, eles encontram a sala de embalsamento e uma pequena biblioteca com vários livros sobre os mortos e o submundo, estes seriam levados para Menaphos mais tarde. Eles continuariam ate chegar em um salão onde enfrentam 4 esqueletos possuidos e depois seguem descendo um lance de escadas, passando por uma encruzilhada e um desafio que finalmente dá acesso a tumba da Rainha Senliten. La ela e Hylla conversam bastante e os outros exploram a tumba, após algum tempo Hylla encontra um livro feito de metal um pouco leve, dourado e com hieroglifos gravados, o antigo Livro Menaphita, escrito por Senliten na Segunda Era, a mesma o oferece a Hylla afirmando que seria mais útil a ela agora, e ela aceita. Então Hylla e os outros se teleportam para o Per Ankh onde se despedem e Hylla vai ler o livro.


----Atualmente----

Hylla colocaria veneno na bebida de seu marido, o Faraó, e este morre um pouco mais tarde quando o veneno faz efeito. No dia seguinte, ela é nomeada Rainha, sendo agora mais que regente, após o enterro do Faraó.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Dom Mar 29, 2015 6:28 pm

Uma caravana com um grupo de armadyleanos chegaria aos portões da cidade de Menaphos, os guardas ao reconhecerem os simbolos imediatamente abririam o portão para eles, que entram na Capital, la alguns negociantes vão vender suas mercadorias enquanto um grupo vai para o Per Ankh, ao chegarem se deparam com estacas na entrada do Palácio, em cada estaca haveria a cabeça de um Nocturne, no total estaria a familia toda la. Dentro do salão do trono eles encontram vários braseiros acesos espalhados pelo local, Rhaenys estaria sentada no Trono de Ouro com a coroa de faraó, e encarando as chamas crepitantes de um grande braseiro ao seu lado, como se falasse com o mesmo. Solaire estaria vestindo um capuz e capa longa, porém ao se aproximar Rhaenys o reconhece e eles conversam um pouco, logo depois ele a leva para 'passear' teleportando-se com ela para a torre de uma cidadela flutuante, onde ela admira a paisagem, sempre junta dele, ele faz um assovio diferente de tudo que ela já ouvira, e uma águia gigante voa ate a torre, após ela acariciar um pouco o animal, eles montam e voam por ai, passeando pelos céus ate que ele a leva para a Cidadela mais recente descoberta por ele - Uma cidadela antiga que flutua muito alto sobre o centro do Kharid. La a águia pousaria e eles conversariam um pouco sobre o local, olhando para baixo e vendo tudo, ele diz que aquela Cidadela agora seria de Rhaenys, presente de um Admirador. Após um pouco de relutância ela aceita, e fica um tempo com a cabeça sobre seu ombro e o braço passado por suas costas, até que ela diz que precisava contar algo para ele e repentinamente o beija, se afastando e ficando de costas para ele, de cabeça baixa. Ele pega algo no bolso, que não seria visivel para a mesma e uma lagrima cai de seu rosto, sem se virar ela pede desculpas e sai correndo, descendo as escadarias da cidadela indo ate a beirada da ilha flutuante ate que Solzee consegue alcança-la e pede para falar com ela. Após algum tempo conversando, ela diz que a culpa foi dela e então depois um último olhar, ela se vira para traz dando alguns passos, saltando da beirada da ilha em uma queda livre com os braços abertos e algumas lagrimas escorrendo de seus olhos, com um grito estridente o selo de Jas'Shu assume parte de seu corpo, fazendo suas asas se revelarem, ela voa ate o pátio do Per Ankh, onde volta ao normal e corre para seu quarto, onde fica na cama deitada, chorando e pensando no quão foi idiota. Solaire voltaria a Menaphos, aonde passaria a noite em uma taverna, aonde sua guarda faria rondas por ela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Seg Mar 30, 2015 8:00 pm

Após chegar em Menaphos depois de sua reunião com o Lorde Graceford, Rhaenys iria ate a taverna de Menaphos, onde encontraria Solaire e o levaria ate seu quarto no Per Ankh, onde conversariam por algum tempo sobre a reunião e a proposta que Rhaenys recebeu, Solaire então pede ela em casamento e diz que juntos poderiam proteger o Kharid, porém ela recusa e diz que também recusará o pedido de Clatton após ter visto algo nas chamas do braseiro, ela diz que irá queimar o corpo de Graceford em nome do Deus Vermelho. Pela varanda do quarto, Solaire perceberia várias pessoas vestindo túnicas vermelhas e entoando cânticos na praia de Menaphos, diante de uma grande pira acesa, Rhaenys explica que são os sacerdotes vermelhos oferecendo os restos dos corpos dos Nocturnes para o Senhor da Luz, então após mais alguns minutos conversando, Solaire vai embora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Ter Mar 31, 2015 12:58 pm

Rhaenys daria ordens para o Serviço Secreto de Menaphos para juntar informações, caçar e capturar todos e quaisquer espiões não autorizados por ela, em Menaphos e Sophanem. Moveria tropas para o Centro de Mineração do Deserto, onde montaria acampamento e uma torre improvisada com o prédio que la existe, enviaria batedores para a região entre o Deserto Norte e o Deserto Central, além de ordenar mais patrulhas na Capital e forticar a proteção do Palácio, com guerreiros de elite e assassinos da Lótus Fatal.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qua Abr 01, 2015 1:10 pm

Rhaenys, após ter longas tardes refletindo em quais ações teria, convocaria Fenrir para uma reunião, aonde ficariam um bom tempo discutindo algumas situações. Após decidirem, enviariam uma carta para Solaire com detalhes sobre diversas coisas, em seguida, se teletransportariam para Faladore, com Fenrir entregando um certo artefato para a Rainha Faraônica. Fenrir se disfarçaria de Cavaleiro Branco e guia da Rainha.

Em Faladore, eles iriam direto para o Castelo dos Cavaleiros Brancos, aonde convocariam uma reunião com Sor Amik, que estaria em sua sala, lá, eles teriam uma conversa complicado e cheia de ameaças vindas de Amik, até que, Sor Tiffy apareceria, acalmando os nervos do arrogante Amik. A Rainha, Fenrir disfarçado, Amik e Tiffy teriam horas de reunião. No final, Rhaenys sairia satisfeita com o apoio de Amik e Tiffy.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Inativo
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 733
Data de inscrição : 02/11/2014
Localização : Guilenor
Emprego/lazer : Bruxo
Humor : Indiferente

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qui Abr 02, 2015 10:51 am

Flashback

Fenrir seria convocado por Rhaenys para uma pequena reunião. Ao chegar no palácio, disfarçado, eles conversam um pouco sobre a guerra eminente, e começam a planejar algumas coisas. Então Fenrir sugere um duelo amistoso, e é facilmente derrotado por Rhaenys. Após, ele volta pra o Castelo de Lumbridge.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://seisreinos.forumeiros.com.pt
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qui Abr 02, 2015 8:51 pm

Rhaenys convocaria Delrus de seu selo, no salão do trono do palácio de Menaphos, onde lhe oferece um acordo, sem muita escolha Delrus aceita imediatamente sem pensar muito e faz o que Rhaenys ordena: Ele escreve com seu próprio sangue todo seu nome e titulos em um pergaminho fornecido por Rhaenys, dando assim seu ren para ela, que revela que aquilo seria um contrato no qual ele ficaria livre porém não poderia trair ela de nenhum forma, e deveria vir quando ela precisar/chamar.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Sex Abr 03, 2015 12:34 pm

---Flashback---

Fenrir Velaryon iria ate o salão do trono do palácio, onde encontra Rhaenys e eles conversam rapidamente sobre o que combinaram a alguns dias atras, então Fenrir convoca Dameon que estaria empunhando um escudo anti-dragão e todos juntos se teleportariam para a Ilha do Dragão Vermelho, nas Terras Selvagens e entrariam nas sombras. Fenrir se espreitaria pelo ninho, saindo das sombras e pegando um ovo de dragão vermelho e retornando rapidamente, após isso eles iriam para Catherby, onde após conversar um pouco sobre o poder que Rhaenys estaria sentindo, eles descem a escada da pequena ilha do Obelisco de água, onde encontram o Obelisco de Fogo, que Rhaenys após interagir com ele usando sua habilidade de manipulação de anima absorve uma pequena fração do poder do mesmo. Eles seguem pelo túnel, com Fenrir a frente, tendo tomado o escudo de Dameon, eles chegam a um dos ninhos onde haveria uma mãe dragoa negra protegendo seus ovos, eles não demoram muito para conseguir matá-la. Fenrir pega o ovo de dragão negro e eles retornam ao palácio de menaphos, onde ele entrega ambos os ovos para Rhaenys preparar o ritual e depois volta para seu laboratorio. O serviço secreto de Menaphos e os assassinos da Lótus Fatal encontrariam todos os espiões de Menaphos e Sophanem, aqueles que servem a Solaire seriam deportados para Yanille, enquanto os outros decapitados e teriam suas cabeças fincadas em estacas enquanto seus corpos queimam em nome do Deus Vermelho.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Dom Abr 05, 2015 12:06 pm

Rhaenys iria ate o quarto de Fenrir no palácio, entrando no mesmo. Fenrir estaria sentado na cama apenas usando uma calça, olhando para a lua, ela entra e se senta ao seu lado e então começam a conversar, ela se encosta na cama e então começa a falar do Senhor da Luz, Fenrir diz que agora poderia ser considerado um 'seguidor' dele e então ela lhe contaria da visão que teve, logo ele deita-se na cama e a desposa. Após alguns dias, Rhaenys vai novamente ao quarto de Fenrir durante a noite, desta vez pede-lhe um favor e então ambos saem do palácio seguindo para o porto, onde seguem para o norte pelo Elid, aportando proximo a torre do dominio e entrando em uma caverna ao lado da cachoeira da nascente do Elid. Eles andariam por alguns minutos la ate alcançar o fundo da caverna, que não teria saida, la Rhaenys sem dizer nada retira seu manto revelando uma barriga de gravida e deita-se no chão com as pernas abertas, sem entender nada Fenrir se afastaria segurando a tocha com o fogo se intensificando. Ela soltaria alguns gemidos, jogando a cabeça para tras e a joia em seu amuleto de rubi brilha, algo começa a se mexer dentro de sua barriga, então algo começa a sair por sua vagina, uma nuvem negra que começa a formar garras e uma cabeça, que se arrasta para fora dela, ate que se dissipa e então um pouco mais a frente se forma em uma grande sombra com o formato de Fenrir, que ate então estaria assustado e sem entender aquilo. A sombra desaparece, e Fenrir leve Rhaenys de volta para o Palácio de Menaphos.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Seg Abr 06, 2015 7:41 pm

Rhaenys iria ate o Forte da Vigilância, após ouvir as noticias de que Solaire se aliou a Graceford, ela iria acompanha de Obara, Nymeria e Euryale(esta estaria usando uma túnica longa com capuz, para tentar esconder ao máximo sua aparência e parecer...normal). Ao chegarem la seguiriam direto para o escritorio, onde Rhaenys cumprimenta a todos e apresenta Euryale, sua nova amiga, Kat fica analisando bastante ela até que nota uma ponta de sua cauda saindo para fora da túnica e diz que ela não precisa se esconder deles, pois são amigos. Rhaenys convenceria Euryale a tirar a túnica, então ela o faria, surpreendendo a todos ali com sua forma real e a máscara prateada, eles conversariam bastante sobre ela e o motivo da máscara, ate que Rhaenys e Solaire vão para o quarto deste último conversar à sós. La, eles conversariam sobre várias coisas, inclusive sobre o que aconteceu com Fenrir e Solaire fica um pouco com raiva disso, até que ela diz que o ama, Solaire ficaria sem reação, e após mais algumas palavras triste, Rhaenys sai do quarto com raiva e retorna até o escritorio onde se prepara para ir embora com Obara, Nymeria e Euryale, até que Arnold passa por ela e lhe conta um segredo sobre Solaire, deixando-a perplexa. Após alguns minutos pensando, ela retorna para o quarto de Solaire(que estaria sentado na cama, sem sua armadura) e pede desculpas, eles conversam um pouco mais e ela o consola, logo depois mandando-o descansar e vai embora com suas guarda-costas retornando para o palácio de Menaphos, onde começa a juntar os materiais para um ritual.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Qua Abr 08, 2015 7:33 pm

Rhaenys convocaria Fenrir, repassando o plano para ele no dia da reunião. Então eles partem para o palácio de Al-Kharid com dezenas de assassinos da lótus fatal disfarçados de sacerdotes vermelhos, ela criando uma ilusão de Clatton, Fenrir e ela mesma no salão enquanto segue pelas sombras com Fenrir e alguns assassinos até o corredor no andar de cima. As ilusões de Rhaenys e Fenrir entram pelo portão da frente do palácio com os sacerdotes, e então o mesmo é fechado, no salão do trono teria uma ilusão de Clatton no trono, alguns H.C.M de elite presentes e a "reunião" começaria. Rhaenys sairia das sombras atras de uma parede no andar de cima, e passaria no corredor cumprimentando os H.C.M, indo de encontro a Clatton em seu quarto, onde eles começam a conversar e beber vinho, até que ela retira todo seu vestindo, se aproximando de Clatton, distraindo-o e lança distorção temporal no quarto, prendendo-o no tempo. Os assassinos tiram seus disfarces no salão do palácio e se espalham pelo palácio, assassinando todos os H.C.M, enquanto Fenrir sai das sombras com os assasinos que trouxe no corredor, e massacra os H.C.M presentes, depois entra no quarto e começa a conversar com Clatton que é permitido a falar, por Rhaenys. Após algum tempo conversando ele corta Clatton com seu cajado, recolhendo o sangue e o cajado brilha, fornecendo controle sobre Clatton, Fenrir coloca a máscara controlando-o completamente agora e então faz com que ele junto de Rhaenys vá ate a varanda do palácio, onde faz um longo discurso a respeito da reunião que teve com a Rainha e que foi decidido que todas as tropas de misthalin e H.C.M que vieram para o Kharid retornariam agora para Misthalin, pois como boa fé pela aliança, a cidade agora pertence a Rainha Rhaenys, então eles voltam para dentro do quarto. Enquanto isso o Assassino das Sombras estaria espreitando, como sempre na sua forma fumaçenta, o Forte Clatton, ele adentra o mesmo indo ate o quarto de Ramsay Graceford, assassinando-o com uma adaga varando seu coração, e depois vai ate o quarto de Liz, capturando-a e levando o corpo de Ramsay e ela para o Per Ankh, onde a última é presa. Rhaenys comentaria com Fenrir o proximo passo, então eles se teleportam para Fronteiriça, onde ela derrota Mami Rimba e vê todas suas memórias usando a centopeia de Malazor, então colhe uma muda da sanguideira, admirando seu poder, ela pega o corpo desacordado de Mami Rimba e se teleportam para o Per Ankh, la ela daria a proxima missão de Fenrir, em seu novo cargo como Mestre da Magia, investigar ate o fundo do poço de Pollniveach atrás de algo muito antigo mencionado nos pergaminhos da Grande Biblioteca. Clatton voltaria para Misthalin, Varrock, onde governaria sendo manipulado indiretamente por Rhaenys e Fenrir.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Dom Abr 12, 2015 12:51 pm

Chegado o dia, Zephiel, Obara, Nymeria e Euryale pegariam máscaras com tapa-ouvidos e partiriam para o Poço de Pollniveach, onde entrariam no reino das sombras com ajuda de Zephiel e percorreriam a masmorra, procurando o objetivo da missão. Após algum tempo, eles finalmente encontram uma sala com a grande máquina no centro, porém haveriam várias aberrações espectrais no local, então eles retornam ao Per Ankh para relatar tudo à Rhaenys.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Sex Abr 17, 2015 12:18 pm

Rhaenys se teleportaria para cada um dos 4 pilares ao redor de Jaldraocht, coletando o Diamante de Sangue, de Sombra, de Gelo e de Fumaça, logo depois retornando para a Grande Biblioteca, analisando-os.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Sex Abr 17, 2015 3:11 pm

Ela juntaria todos os livros da Grande Biblioteca que possuem informações sobre os antigos guardiões dos diamantes e então começaria a estuda-los.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Inativo
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 733
Data de inscrição : 02/11/2014
Localização : Guilenor
Emprego/lazer : Bruxo
Humor : Indiferente

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Dom Abr 19, 2015 9:15 pm

Zephiel, Euryale, Rhaenys e Dameon partem para o ninho dos dragões verdes, nas sombras, onde encontram um poderoso guerreiro, que poderia ter matado-os, mas Zephiel consegue aniquilá-lo rapidamente, e Rhaenys pega o chicote (Abissal), o Ovo de Dragão Verde que o guerreiro carregava e o Escudo (Fogo de Dragão) do guerreiro, e o entrega à Zephiel, e eles voltam para o Per Ankh, onde Rhaenys começa um ritual.

Enquanto Rhaenys prepara o ritual, Zephiel estuda o escudo, e prepara uma poção com um pouco de sangue de dragão coletado no ninho, para dar para Rhaenys, com a ajuda de alguns herboristas profissionais de Menaphos. Após entender o escudo, ele parte para a praia de Menaphos, com a poção e o escudo em mãos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://seisreinos.forumeiros.com.pt
Inativo
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 733
Data de inscrição : 02/11/2014
Localização : Guilenor
Emprego/lazer : Bruxo
Humor : Indiferente

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Ter Abr 21, 2015 3:00 pm

Rhaenys faria uma visita a Solaire, no forte da vigilância, então eles passariam um bom tempo conversando até ela contar sobre a 'aventura' que estaria prestes a ir, uma batalha contra feras selvagens, então Solaire oferece Arnold e Kat para ajudar ela, então Rhaenys aceita, eles se teleportam para o norte de Pollniveach, junto de 50 magos trazidos por Kat, não demoraria muito ate 100 Filhos do Dragão chegarem, Rhaenys os deixaria sendo liderados por Arnold com ajuda de Obara que traduziria as ordens. Rhaenys após alguns minutos se concentrando abre um portal manipulando o Anima do obelisco de evocação e abrir um portal direto para a sala da Máquina, abaixo do poço de Pollniveach, então Kat e os seus magos lançariam magias para fortalecer os Filhos do Dragão que serviriam de infantaria com suas lanças e escudos, em de 30 em 30 eles passam pelo portal ate estarem todos la, sem muita dificuldade eles matam todas as aberrações espectrais la, alguns ficariam designados para ficar de guarda no local, Rhaenys e Kat ficariam estudando a antiga máquina quebrada, suas propriedades, peças faltando, etc.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://seisreinos.forumeiros.com.pt
Inativo
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 733
Data de inscrição : 02/11/2014
Localização : Guilenor
Emprego/lazer : Bruxo
Humor : Indiferente

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Ter Abr 21, 2015 3:02 pm

Chegado finalmente o dia do Ritual, Rhaenys havia reunido os Sacerdotes Vermelhos na praia ao sul de Menaphos, la haveria uma grande pira no centro de um circulo vermelho demoniaco, dentro da pira estariam os 3 ovos de dragão, após alguns minutos discursando para os sacerdotes, sobre a glória do Deus Vermelho e de suas profecias, Zephiel chega e entrega um frasco com uma poção dentro(Super Anti-Fire), sem dizer nada ela bebe e então se deixa na pira, ao lado dos ovos, concentrando sua magia nos mesmos e derramando um pouco do proprio sangue sobre eles, Zephiel soltaria um poderoso bafo de dragão com seu escudo na pira, incendiando tudo. Ao amanhecer, quando foram ver os restos da pira, Rhaenys estava nua sentada com 3 filhotes de dragão no colo, ela se levanta e fala da bondade do Senhor da Luz, que permitiu que ela renascesse do Fogo com seus "filhos", todos a chamariam de Mãe dos Dragões, então ela retornaria para o Per Ankh com seus filhotes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://seisreinos.forumeiros.com.pt
Inativo
Administrador
Administrador
avatar

Mensagens : 733
Data de inscrição : 02/11/2014
Localização : Guilenor
Emprego/lazer : Bruxo
Humor : Indiferente

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Ter Abr 21, 2015 3:13 pm

Zephiel iria ate a sala do trono do Per Ankh, onde Rhaenys estaria sentada no Trono de Ouro, alimentando seus filhos. Eles diz que gostaria de tentar mais uma vez vence-la em combate, e ela concorda em lutar com ele. A batalha demora um pouco conta da defesa de Zephiel que estaria mais forte, mas Rhaenys consegue vence-lo sem sofrer um arranhão ao manipular a 'névoa' contra Zephiel. No dia seguinte eles partem para testar o escudo de Zephiel, pelas sombras seguem até uma área desolada das terras selvagens, onde encontram a protodragoa selvagem, um grande terror daquele lugar, porém Rhaenys diz que deveria enfrenta-la sozinha, então com poucos movimentos a protodragoa cai morta e Rhaenys coleta seu coração, ferrão e a parte superior da carapaça que fica na cabeça. Eles continuam seguindo para o Norte, onde encontram o Elemental do Caos, e Zephiel o enfrenta sozinho, matando-o. Após matar o Elemental, ele se dissipa em névoas, e deixa largado dois conjuntos, um de túnicas, com um cajado (Zuriel) e um de armadura, com uma espada e uma lança (Vesta). Após, eles voltam para Menaphos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://seisreinos.forumeiros.com.pt
Angelloh

avatar

Mensagens : 277
Data de inscrição : 04/11/2014
Idade : 21
Localização : Rio Grande do Sul
Emprego/lazer : Roleplayer
Humor : Irônico

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Seg Abr 27, 2015 10:27 pm

-FLASHBACK-

Após passarem horas estudando a máquina e todas suas propriedades, Rhaenys e Katherine encontrariam as peças danificadas e uma orbe, que seria o foco de poder da máquina, Kat tentaria interagir com a orbe usando magias comuns, porém nada surtiria efeito, ate que ao entender do que se trata, Arnold se aproxima e retira sua armadura e camisa, exibindo tatuagens demoníacas enquanto Kat recita algum encantamento e uma energia sombria entra na orbe, ativando o Foco, depois Arnold ainda cansado, veste sua armadura novamente enquanto Rhaenys e Kat conversam. Rhaenys pediria um favor para Kat, listar todas as peças que serão necessárias para o conserto da máquina, enquanto ela e Arnold iriam no andar superior para resolver outros assuntos, Kat concorda. Arnold e Rhaenys passariam por alguns túneis ate chegar em uma entrada toda fumaçada, Rhaenys os envolve com um feitiço de ar fresco mas mesmo assim Arnold usaria uma máscara, eles seguiriam pelo túnel em meio a tanta fumaça, vendo algumas luzes se movendo ate descobrirem que eram elementais do fogo, avistam alguns circulos demoniacos e gigantes do fogo, no centro estaria um enorme pirolorde, ao se aproximarem para conversar com o mesmo, seriam confrontados para por ele para irem embora caso não quisessem morrer, até que eles lutam e acabam por derrotar o pirolorde, Rhaenys usa a centopeia e obtem seu ren, logo então selando o pirolorde em um selo demoniaco em seu corpo. Rhaenys e Arnold continuariam, enquanto conversam e Rhaenys sente o pesar de mais que um demônio no corpo. Eles chegariam em um portão de grade e entrariam, seria um grande salão vazio e cheio de fumaça, porém haveria um corpo no centro, de Fareed. Após conversarem um pouco, Arnold convenceria Rhaenys e ela passaria metade do pirolorde para ele, enquanto o mesmo também carregaria o corpo de Fareed e ela as armas, eles retornariam para o Per Ankh. La um servo entregaria as anotações deixadas por Kat com as peças listadas e os preços, após pegar devolta o poder do pirolorde com Arnold, e selar Jas'Shu em outra coisa, Rhaenys se despediria de Arnold que retornaria para Yanille, e mais tarde no mesmo dia, enviaria um intendente com o dinheiro e o selo real ate Nova Kandarin, para entregar a Kat, que iria fazer os pedidos das peças.

Gasto: 20.000 moedas de ouro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rhaenys Kane



Mensagens : 66
Data de inscrição : 02/11/2014
Idade : 17
Localização : Deserto Kharidiano
Emprego/lazer : Rainha Regente, Sacerdotisa Vermelha, Mãe das Kalphitas, Nascida da Tempestade de Areia, a Não-Queimada pelo sol infernal do Kharid, sangue do demônio e quebradora de dunas
Humor : Sarcástica

MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   Sex Maio 01, 2015 4:51 pm

Rhaenys levaria alguns agricultores de Menaphos para o pântano de Ullek, onde cavariam um grande buraco e Rhaenys colocaria a muda da sanguideira, preenchendo mais o espaço com algumas cabeças que estavam nos espigões do Per Ankh, por fim entoando cânticos demoníacos enquanto sacrifica Mami Rimba, deixando todo seu sangue e a cabeça rolar para dentro, então tampando o buraco com terra enquanto as mortes e sofrimento remanescente la desde a Segunda Era começa a se juntar. Então deixa os Scabaritas de guarda e retorna para Menaphos com os agricultores.

_________________

"Unbowed, Unbent, Unbroken"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Glória do Panteão   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Glória do Panteão
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Taverna dos Seis Reinos :: Interpretação em texto :: Tópicos de Interpretação-
Ir para: